Na Austrália, papa ataca consumismo

Papa Bento 16. Foto: AP

Bento 16, que faz a nona viagem ao exterior de seu papado, chegou de barco ao subúrbio de Barangaroo, onde jovens de todo o mundo se reúnem para o encontro de cinco dias.

Depois de elogiar a paisagem de Sidney e os recursos naturais da Austrália, o pontífice procurou alertar para a degradação ambiental causada, no seu entender, por um “consumismo insaciável” da sociedade moderna.

“Existem feridas que desfiguram a superfície da terra: a erosão, o desmatamento, o esbanjamento dos recursos minerais e marítimos para alimentar um consumismo insaciável”, afirmou.

“Alguns de vós chegam das ilhas-Estado, que se vêem ameaçadas na sua própria existência pelo aumento do nível das águas; outros de nações que sofrem os efeitos de secas devastadoras.”

Para o papa, entretanto, “não é só o ambiente natural que tem as suas cicatrizes, mas também o ambiente social”.

Entre as “feridas” que, na visão do papa, “indicam que alguma coisa não está certa”, estão “o abuso de álcool e de drogas, a exaltação da violência e a degradação sexual, frequentemente apresentados na televisão e na internet como divertimento”.

“Pergunto-me como alguém, colocado face a face com pessoas que estão realmente sofrendo violência e exploração sexual, poderá explicar que tais tragédias, reproduzidas de forma virtual, devem considerar-se simplesmente como ‘divertimento'”, criticou.

“O nosso mundo está cansado da ambição, da exploração e da divisão, do tédio de falsos ídolos e de respostas parciais, e da mágoa de falsas promessas.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s