Cardeal Walter Kasper: “Não se trata de proselitismo, não roubamos os fiéis da outra Igreja”.

Durante a semana passada, celebrou-se em Chipre a reunião da Comissão mista internacional para o diálogo teológico entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa em seu conjunto, que discutiu a questão do primado do Bispo de Roma no primeiro milênio. Sobre esta reunião, apresentamos uma entrevista com o cardeal Walter Kasper, co-presidente da Comissão mista e presidente do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos.

* * *

Cardeal Walter KasperEminência, nestes dias o senhor abordou a questão do primado do Papa com os ortodoxos. Há resultados?

Posso dizer que temos dado pequenos passos avante. Não há grandes resultados, mas devemos ter em mente que estava em discussão um argumento difícil e delicado, cuja simples menção, até há pouco tempo, era suficiente para desencadear polêmicas nos ambientes ortodoxos. O mais importante é que todos os membros da Comissão mista, formada tanto por católicos como por ortodoxos, reiteraram sua firme resolução de continuar o diálogo e buscar um acordo sobre a doutrina do primado. Certamente, isso demandará tempo, mas o caminho está assinalado e ninguém quer voltar atrás.

Tratemos de explicar, também para quem não é teólogo, em que ponto se encontra a discussão…

Nestas reuniões temos examinado a questão do primado do Bispo de Roma no primeiro milênio. Parece-me que surgiu um acordo unânime sobre o fato de que não se tratava simplesmente de um primado honorífico. É algo mais. No momento, sem dúvida, não há acordo sobre como definir exatamente esta forma de autoridade. Devemos continuar discutindo.

Um membro autorizado da Comissão, o bispo ortodoxo Gennadios, disse que os trabalhos procedem muito lentamente…

E eu estou totalmente de acordo com ele! Porém, devemos nos perguntar o porquê. Nosso método de trabalho remonta há trinta anos atrás, quando foi constituída a Comissão mista para o diálogo teológico com os ortodoxos em seu conjunto, o que implica a participação de todas as Iglesias autocéfalas, cada uma com seus delegados e com suas posições. Se houver uma proposta para agilizar os trabalhos, esta será bem aceita.

Recentemente o senhor afirmou que terminou a estação de frio intenso entre católicos e ortodoxos. Isso quer dizer que as relações se fizeram muito calorosas?

Estamos em alta temporada com os ortodoxos. Porém, até mesmo no verão às vezes há grandes temporais. Aqui0 em Chipre vimos um temporal repentino, mas, felizmente, passageiro. A contestação pública de um grupo de fanáticos contrários ao diálogo com a Igreja Católica foi condenada imediatamente pelo arcebispo Chrysostomos II (número um da Igreja ortodoxa do Chipre) e também pelo Santo Sínodo da Igreja de Grécia.

As contestações perturbaram os seus trabalhos?

Absolutamente não. Bom, elas criaram um pouco de incômodo naqueles que nos hospedaram. Porém, eu lhes disse que no Ocidente estamos acostumados às minorias barulhentas. Fui decano da universidade depois dos anos 68 e me recordo que as contestações estavam na ordem do dia.

Eminência, a Igreja Católica abre as portas ao regresso dos anglicanos. Que impacto essa decisão histórica terá sobre o diálogo ecumênico?

O assunto não foi conduzido pelo Conselho para a Unidade dos Cristãos, mas sim pela Congregação para a Doutrina da Fé. Obviamente, não estávamos informados. Devo limpar o terreno das interpretações falsas: não se trata de proselitismo, não roubamos os fiéis da outra Igreja. O Papa respondeu a um pedido premente de alguns setores da Igreja anglicana. Um gesto de grande apertura e acolhida realizado em espírito de diálogo. Neste sentido, terá um reflexo positivo sobre o ecumenismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s