Os talebans cristãos

Em 29 de março, nove integrantes da milícia fundamentalista cristã Hutaree, de Michigan, foram acusados e oito presos (um, filho do líder, está foragido) por conspirar para provocar um “conflito armado” com o governo. Seus planos incluíam assassinar um policial e matar vários de seus colegas no funeral, usando explosivos.

É uma das “milícias patrióticas”, cujo número saltou de 42 em 2008 para 127 em 2009, pontas de lança dos grupos radicais de direita, cujo total cresceu de 1.248 para 1.753 no mesmo perío-do. Sua página na internet cita a Bíblia para justificar o levantamento armado como preparação para o fim do mundo e prega uma “República Colonial Cristã”. Formações menos violentas incluem o grupo extremista cristão “Arrependa-se Amarillo”, apelidado “Taleban do Texas”, que assedia gays, pagãos, quiromantes, metaleiros e “swingers” com a cumplicidade da polícia local.

Tais movimentos são instigados por políticos como Sarah Palin, que recomendou “não recuar, mas recarregar e mirar” nos democratas, e comunicadores como Glenn Beck, da Fox News, que aterroriza os ingênuos fantasiando sobre socialismo e campos de concentração de Obama e promete para junho um romance sobre um grupo chamado “Guardiães dos Fundadores (dos EUA)”, que lidera uma guerra civil nos EUA e “vira o mundo de cabeça para baixo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s