OS FAMOSOS E OS DUENDES DA MORTE

OS FAMOSOS E OS DUENDES DA MORTE
Longa-metragem de Esmir Filho

Nada se mostra muito definido em Os Famosos e os Duendes da Morte, a começar pelo título enigmático do primeiro longa de Esmir Filho, em cartaz a partir da sexta-feira 2. Seu protagonista “sem nome” (Henrique Larré), garoto órfão de pai e arredio, redige um diário na internet e conta com uma interlocutora misteriosa. Parece o modelo urbano atual de convivência entre os jovens nas grandes cidades, mas o cenário é um vilarejo do Rio Grande do Sul povoado por alemães, onde todos se conhecem. Eles encaram como acidente os seguidos suicídios na ponte local.

É dessa realidade que o adolescente de 17 anos procurará fugir, sem empenhar-se. Da mesma forma anuncia a um dos poucos amigos a intenção de assistir a um show do ídolo Bob Dylan. Assim como a bruma que cobre a cidadezinha, os personagens seguem tomados por uma imobilidade estranha. O tom de estranhamento encerra boa parte do estímulo pela história contada a partir do romance autobiográfico de Ismael Caneppele. No mais, trata-se de abordar as descobertas naturais de um período da vida de transformações. Esmir disse ter feito um filme sobre jovens e para jovens. A opção pelo universo virtual no filme firma esse contrato. Seu talento, embrulhado no figurino “emo” do movimento emotional hardcore, parece ser mais do que um arroubo juvenil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s