Arquivo da tag: trindade

A vaca foi pro espaço!

Qual a relação entre a cifra de cem mil mortos pela COVID19, o assassinato por sufocamento de um homem negro nas mãos de policiais brancos em Minneapolis e o envio ao espaço pela SpaceX de um foguete tripulado?
Os três fatos aconteceram nos Estados Unidos. Todos os três, no curto intervalo de uma semana. Todos ocuparam espaço considerável na mídia internacional. E, como não poderia deixar de ser, no noticiário brasileiro. Um comentarista televisivo ressaltou a importância do lançamento do Dragon Crew: possibilitar que, em um futuro muito próximo, qualquer pessoa possa viajar para o espaço. E concluiu sorridente: “Reserve já o seu bilhete!”
Fiquei pensando cá comigo: Será que George Floyd, o homem negro que foi sufocado pelos policiais brancos, já teria ele reservado seu bilhete para um passeio espacial a bordo da cápsula do Elon Musk?Será que os cem mil cidadãos norte-americanos que morreram de COVID19 também já haviam comprado seu bilhete para a viagem orbital?
Na certeza de uma resposta negativa me pergunto: que país é esse que se permite o luxo de programas de turismo espacial privado financiado com dinheiro público, enquanto cem mil cidadãos morrem por uma “gripezinha” e a lei e a ordem treinam policiais brancos para assassinar homens pretos que se sublevam contra mais um dos tantos atos de racismo institucionalizado?
Esse país é o líder da civilização ocidental. Líder econômico, político, cultural e moral. Se assim é a liderança, o que não seria dos que por eles se deixam liderar? O neo-racismo brasileiro está passando da versão “democracia racial” para a simbólica supremacista da Ku Klux Klan com suas túnicas brancas em marchas noturnas à luz de tochas. E não é numa cidadezinha do Alabama. É em frente ao Supremo Tribunal Federal. E nada acontece… Assim como nada acontece com aqueles que, no mesmo colonialismo racista, vêm a público brindar com copos de leite….branco! Já as forças da lei e da ordem executam o lado prático: de cada cem pessoas assassinadas pela polícia, oitenta são negros. Proporcionalmente, superamos os Estados Unidos. Assim como, em breve, sempre proporcionalmente, também superaremos os Estados Unidos no número de mortos pela COVID19. E, coisa que nos Estados Unidos nunca aconteceu: temos, no Brasil, um astronauta como Ministro da Ciência e Tecnologia. Sua maior habilidade: vender travesseiros de uma marca fake que imita o nome da Agência Espacial Norte-americana.
O Ocidente está doente. O Brasil está febril. E não é apenas a COVID19 que nos enfraquece. É a nossa civilização que perece. Foi pro espaço.  Foi pro brejo. Precisamos urgente de uma vacina contra o coronavírus. E de anticorpos de sensibilidade, empatia e solidariedade para enfrentar a doença do racismo, do egoísmo e da desumanidade.
Que a Festa da Santíssima Trindade, o Deus-Amor que é comunidade, nos inspire e fortaleça na conversão da cultura e da sociedade.
_______________________
Baixe AQUI o áudio desta reflexão para divulgá-lo livremente em suas mídias.
_____________________
Assista o vídeo desta reflexão no YouTube e inscreva-se em nosso canal.

 

Uma leitura feminista da teologia trinitária

A teologia feminisimageDBHta tem como objetivo fazer uma leitura de gênero de toda a fé cristã, ou seja, repensar a fé cristã a partir da experiência das mulheres. É uma leitura que tem um momento deconstrutivo que visa tornar explícitos os condicionamentos de gênero (machismo reconhecido ou mascarado) que marcaram e continuam marcando as diversas teologias cristãs. Junto com isso faz-se necessário um segundo momento: redizer a fé a partir da experiência das mulheres sem negar a possibilidade de outras leituras e, mais do que isso, colocando-se em diálogo com elas.Elizabeth Johnson é uma teóloga norte-americana que tem se dedicado à elaboração de uma teologia feminista. No texto que abaixo disponibilizamos, é apresentada, de forma sintética, sua reflexão sobre uma teologia trinitária feminista. Na relação bibliográfica final encontram-se indicações para a ampliação de leituras e maiores aprofundamentos.
Disponibilizamos aqui também um texto introdutório à elaboração trinitária feminista da também teóloga norte-americana Lyne Faber Lorenzen. Recomenda-se a leitura deste para depois passar ao de E. Johnson.
Texto introdutório de L. F. Lorenzen: lorenzentrindadefeminista
Texto de estudo de E. Johnson: elizabethjohnson

Trindade: experiência desintegrada

Toda vivência religiosa se fundamenta numa experiência de Deus. Dependendo de como experimentamos Deus, diferente vai ser nossa religião. Para o cristianismo, Deus se apresenta como a Trindade de Deus-pai, Deus-filho e Deus-espírito. É uma compreensão de Deus que não se identifica nem com o monoteísmo estritia (um só e uno Deus) nem com o politeísmo (muitos deuses). Na Trindade, a unidade de Deus (um só Deus) convive com a pluralidade na única realidade divina dada pelo fato de Deus, em si mesmo e na sua presença junto a nós e no mundo, ser pluriforme.
Na história do cristianismo, nem sempre foi fácil elaborar um discurso teológico que desse conta dessa realidade complexa de Deus. Muito menos fácil foi viver de acordo a essa realiade. Uma compreensão equivocada da realidade divina pode levar a formas desintegradas de vivência cristã. É o que nos chama atenção o texto de Leonardo Boff que apresentamos no anexo que segue.

boffexperienciadesintegradadatrindade